COMO ESCREVER UM ROTEIRO – PARTE 2

Agora vamos começar a desenvolver nosso roteiro, após termos feito todos os primeiros passos

Texto: Katrine Souza
Imagens: Divulgação


Resumo da história

Faça um resumo de como seria sua trama, ele servirá de guia. Concentre-se nos conflitos e pontos marcantes.

Determine o tempo de duração, em média cada página é cerca de um minuto. Quando seu texto já estiver no formato de roteiro.

Divida a história em três atos

Os pilares do roteiro são os Três Atos. Cada ato pode operar independentemente e quando juntos fecham a história.

Ato Um: Faça a apresentação de sua história, introduzindo o mundo e os personagens, determinando o tom do gênero escolhido (comédia, ação, romance, etc). Apresente o protagonista e comece a explorar o conflito que irá desenrolar a história. Assim que o protagonista for direcionado ao seu objetivo, o Ato Dois começa. Para os dramas, o Ato Um é normalmente composto até 30 páginas.

Ato Dois: Este ato é a parte principal da história. O protagonista irá encontrar obstáculos no caminho até resolução do conflito. Nossos pontos a ter desfecho e sub tramas devem vir aqui. O Ato Dois compreende geralmente 60 páginas.

Ato Três: No terceiro ato, a história alcança sua resolução. O terceiro ato contém a reviravolta da história e termina com o confronto final do objetivo. Pela história já ter sido estabelecida no segundo ato, o terceiro ato é muito mais rápido e condensado. Para dramas, o Ato Três é tipicamente composto por 30 páginas.

Hora de colocar tudo no papel

Adicione sequências, com a cenas e os diálogos.

As sequências são partes da história que operam de certa forma independentemente do conflito principal. Elas têm um começo, um meio e um fim e costuma focar em um personagem específico.

As cenas são os eventos do seu filme. Acontecem em locais específicos e sempre levam a história para frente. As cenas que não tem propósito devem ser removidas pois podem parecer falhas para o público.

Agora vamos escrever os diálogos, os personagens irão interagir dentro de cada cena. Assim que você tiver as cenas, você terá os personagens interagindo. Busque diálogos que desenvolvam seus personagens, leia em voz alta cada diálogo, isso facilitará o modo de descrever cada ação durante a fala.

Revise seu roteiro e apresente a poucos amigos.

Mas vale lembrar que apesar de revisão ser algo muito bom e relevante, é importante saber a hora de parar. Pois, sempre encontraremos falhas e coisas a melhorar, tornando assim o roteiro sem um fim.

Veja Também