As crianças conheceram o zootroscópio, um brinquedo óptico que é o precursor da animação na pré-história do cinema

Por Redação

Foto Divulgação

A Biblioteca Pública Roberto Santos (no bairro do Ipiranga, em São Paulo/SP) recebeu o Núcleo de Cinema de Animação de Campinas e promoveu, no final maio, uma oficina especial para crianças. A atividade, gratuita, fez parte da programação da Biblioteca Viva, que acontece nos finais de semana na rede de bibliotecas municipais de São Paulo. Normalmente, há atrações direcionadas a públicos de todas as idades, envolvendo as mais diversas atividades.

Com o Núcleo de Cinema de Animação, as crianças puderam conhecer o zootroscópio, brinquedo óptico que é precursor da animação na pré-história do cinema. A partir desse instrumento, é possível visualizar os desenhos em movimento contínuo e as crianças começam a entender o princípio básico da animação. “É uma atividade lúdica de iniciação na arte da animação. Optamos pela técnica do desenho animado, com a construção de brinquedos ópticos, pois permitem uma compreensão gráfica e precisa da composição dos movimentos”, explica Wilson Lazaretti, um dos fundadores do Núcleo de Cinema de Animação de Campinas.