João Moreira Salles constrói um documentário definitivo sobre os movimentos de maio de 68. Que nos leva a pensar no que acontece agora

Por Luiz Calos Lucena
Fotos Divulgação

Em 2003, Bernardo Bertolucci lançou um dos seus filmes mais importantes, com um olhar intenso e emblemático sobre os movimentos estudantis que abalaram a França em maio de 1968. Os Sonhadores deu a Bertolucci uma plataforma para refletir sobre tudo que o movimento trouxe naquele momento em que a juventude em todo mundo ia para as ruas – na França, EUA, Tchecoslováquia, Brasil. As mudanças politicas, uma nova ordem sexual, artística e cultural, tudo aconteceu naquele ano de 1968, em iniciativas que se refletem até hoje. Bertolucci viveu aquele momento e coloca um triângulo amoroso no centro da história para costurar a narrativa das passeatas e enfrentamentos dos estudantes com a polícia. Bob Dylan faz a trilha sonora falando das angústias daquela geração.

Ficou curioso para ler o texto na íntegra? Então não perde tempo! Acesse nossa revista, de maneira INTEIRAMENTE GRATUITA, clicando AQUI, pelo nosso aplicativo ou também através da sessão revistas do nosso site. Não fique de fora e veja todos os detalhes dessa matéria!