De modelo internacional a ator de cinema

0
Andre Melo em 'Eta, Mundo Bom'
Andre Melo (direita) em 'Eta, Mundo Bom'

André Melo já contracenou com Tony Ramos, Fábio Porchat, Maria Fernanda Cândido, Mateus Solano e Alexandre Nero e se destaca em produções da Globo, Fox, filmes internacionais premiados em Cannes e estará no primeiro filme infantil 3D do Brasil.

Poucos atores podem dizer que consta em seus currículos tantos projetos nacionais e internacionais como André Melo (47) , que está em plena atividade no cinema e TV. O ator já recebeu prêmios nacionais e internacionais por alguns de seus trabalhos, inclusive no Festival de Cinema de Berlim, participou de produções fora do Brasil termina 2019 com grandes planos e estreias para 2020.

André Melo faz parte do elenco do primeiro longa infantil filmado em 3D no Brasil: Pluft o fantasminha, que promete entrar para a história do cinema nacional por ser o primeiro do gênero concebido integralmente com a tecnologia. Trata-se de uma adaptação para o cinema da clássica peça de teatro escrita por Maria Clara Machado em 1955, que já havia sido transformada em filme em 1965 e minissérie em 1975.

Modelo-ator

Antes de se tornar ator, André Melo era um modelo de sucesso e trabalhou para a marca Calvin Klein em Milão, na Itália, até os 23 anos de idade: “precisei voltar para o Brasil e servir o exército compulsoriamente por um ano, o que interrompeu minha carreira como modelo, que durou 4 maravilhosos anos”.

André já estudava teatro desde a época do colégio, antes de se tornar modelo e com o retorno ao Brasil manteve sua paixão pelas artes cênicas viva, assim como seus estudos: “me tornei modelo porque fui descoberto através de um agente internacional, o que me abriu portas na Europa, mas muito antes disso já estudava teatro. Como voltei ao Brasil, passei a me dedicar ainda mais e estudei no CAL (Centro de Artes das Laranjeiras) e com os mestres como o diretor William Vita. Daí então começaram a aparecer trabalhos para mim como ator em produções nacionais e de lá pra cá nunca mais parei”, conta.

André se tornou um rosto conhecido do grande público ao longo dos anos por suas participações em diversas novelas da Rede Globo, como Malhação, Deus Salve o Rei, Regra do Jogo, Eta Mundo Bom, Rock Story, Sol Nascente e Liberdade Liberdade. O ator já contracenou com os maiores nomes da dramaturgia nacional como Tony Ramos, Vladmir Britcha, Mateus Solano, José Loreto, Alexandre Nero, Gabriel Braga Nunes, Lázaro Ramos e Giovana Antonelli.

Cinema e mais

O ator fez parte do elenco do premiado longa “Pacificado”, produção espanhola do diretor Paxton Winters, que estreou em setembro deste ano e ganhou a Concha de Ouro de San Sebastian e está com diversos projetos que devem estrear ainda este ano. Além de Pluft, o fantasminha, estará no filme nacional Resistir para Começar, com Felipe Roque e Junior Provesi, que aborda a temática do preconceito com o público LGBT. Além disso, contracenou com Maria Fernanda Cândido no longa italiano “El Tradittore”, que foi premiado em Cannes.

O ator também tem participado bastante do universo das séries. André está no ar pela Globoplay com “A Divisão”, sucesso de crítica e público e participou de inúmeras outras séries como Mister Brau (Globo), Impuros (Fox), War on War (produção Norte Americana no Brasil) e está filmando a série Homens, dos vencedores do Emmy, a equipe criativa Porta dos Fundos, em parceria com o Comedy Central, onde contracena com Fábio Porchat, um dos principais expoentes do humor nacional: “me sinto um privilegiado por poder estar presente em tantas produções relevantes. Tenho grandes expectativas para o que vem a seguir e estou muito animado. Tenho certeza que ainda há muito para contribuir com a dramaturgia nacional e internacional”.