GOOD VIBES!

Foto: Juliana Rocha/Divulgação

O público e a repercussão da 6ª edição do Festival Internacional de Filmes de Surfe e Skate surpreenderam os próprios organizadores, que classificaram o evento como “histórico”.

 

Realizado entre os dias 17 e 20 de novembro, o Mimpi – Festival Internacional de Filmes de Surfe e Skate deste ano teve como palco principal um dos cenários mais tropicais do mundo: o Parque Lage, no Rio de Janeiro. 8 mil pessoas passaram pelo evento, que ainda contou com as participações das bandas Boogarins, Ava Rocha e Ana Frango Elétrico e foi prestigiado por importantes nomes do cenário, como: Dion Agius, Chippa Wilson, Aymeric Nocus, Sancho Rodriguez, Alexandre Cotinz, Guilherme Guimarães, Pablo, Aguiar e Gabriel Novis, entre outros. O festival também prestou uma homenagem ao idealizador do Surfari, Lucas Zuch, que faleceu no início deste ano.

“Por mais que tenhamos criado grandes expectativas antes do festival, apenas quando o vivenciamos é que percebemos a magnitude e importância que ele conquistou ao longo dos anos. Realizar o Mimpi no Parque Lage, um lugar com uma relevância histórica no âmbito cultural e artístico, é a concretização de um sonho. Só temos a agradecer a todos os diretores, skatistas, surfistas, fotógrafos, entusiastas, colaboradores e público pelos quatro intensos e lindos dias que experimentamos. Em 2018, tem mais”, promete João Francisco Hein, da Void, uma das idealizadoras da iniciativa. A seguir, confira os filmes vencedores desta edição.

 

SURFE:

Melhor Filme Curta Nacional / Best Short Local Film: Cintilar – Pablo Aguiar (Brasil)

Melhor Filme Curta Estrangeiro / Best Short Foreign Film: The Ghost Ship – Dougal Paterson (África do Sul / South Africa)

Melhor Filme Longa Nacional / Best Long Local Film: Show Time – Ramon Miranda (Brasil)

Melhor Filme Longa Estrangeiro / Best Long Foreign Film: Free Jazz Vein – Tin Ojeda (EUA / USA)

Melhor Documentário / Best Documentary – The Endless Winter II; Surfing Europe – Matt Crocker, James Dean (Reino Unido / UK)

Melhor Fotografia / Best Cinematography: Cintilar – Pablo Aguiar (Brasil)

Melhor Trilha Sonora / Best Soundtrack: Cintilar – Pablo Aguiar (Brasil)

Melhor Edição / Best Editing: Free Jazz Vein – Tin Ojeda (EUA / USA)

Melhor Roteiro / Best Screenplay: The Blinking Island – Diego Borges (Espanha / Spain)

Grande Prêmio do Júri / Grand Jury Prize: Free Jazz Vein – Tin Ojeda (EUA / USA)

Prêmio Lucas Zuch / Lucas Zuch Prize: Favela Surf Clube – Rita Albano, Romain Dumesnil (Brasil)

 

SKATE:

Melhor Filme Curta Nacional / Best Short Local Film: Em Movimento Sincopado – Felipe Espíndola (Brasil)

Melhor Filme Curta Estrangeiro / Best Short Foreign Film: Double Impact – Guillaume Périmony (França / France)

Melhor Filme Longa Nacional / Best Long Local Film: Situacionistas – Murilo Romão (Brasil)

Melhor Filme Longa Estrangeiro / Best Long Foreign Film: Canasta – Francisco Saco (Costa Rica)

Melhor Documentário / Best Documentary: Abkhazia – Vantte Lindevall (Finlândia / Finland)

Melhor Fotografia / Best Cinematography: Slam By Me – Alana Paterson (Canadá / Canada)

Melhor Trilha Sonora / Best Soundtrack: Solsticij – Nikola Racan (Croácia / Croatia)

Melhor Edição / Best Editing: Variation on How Many BPM? On / Off – Youri Fernandez (França / France)

Melhor Roteiro / Best Screenplay: Fingers Crossed: The Chad Montie Story – Aidan Johnston, Chris Wardle (Canadá / Canadá)

Grande Prêmio do Júri / Grand Jury Prize: Canasta – Francisco Saco (Costa Rica)

Prêmio MIMPI / Mimpi Award: Solos – Colin Read (EUA / USA)

Melhor Atmosfera / Best Atmosphere: Island – Jim Craven (Reino Unido / UK)

Filme Mais Tocante / Most Touching Movie: Love – Jonathan Rentschler (EUA / USA)

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here