Pandora Filmes completa 30 anos e celebra exibindo cults em 35 mm

0
pandora filmes 30 anos
Pandora Filmes celebra 30 anos

Comemoração dos 30 anos da Pandora Filmes conta com programação especial no Petra Belas Artes em setembro

Em 2019, a Pandora Filmes completa 30 anos de atuação e para celebrar esta data realizará uma semana de programação especial, no Petra Belas Artes. 13 longas cult lançados no Brasil pela distribuidora serão exibidos em película, além de 2 filmes inéditos. Algumas sessões serão seguidas de debates, realizados em parceria com a Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema. Os ingressos da mostra também terão preço especial a R$ 18,00 (inteira) e R$ 9,00 (meia) e poderão ser adquiridos na bilheteria do cinema ou pelo www.cinebelasartes.com.br, na semana de abertura da mostra. 

“Nestes 30 anos pude realizar meu sonho de quando comecei: trazer para o Brasil o que de melhor era produzido no cinema mundial e relançar cópias restauradas de alguns dos maiores clássicos do cinema!”, comemora André Sturm. 

Festa de 30 anos – abertura especial

A abertura para convidados será em 11 de setembro, com a exibição de “Papicha”, longa inédito no Brasil, que foi um dos destaques do último Festival de Cannes e escolhido para representar a Argélia na disputa por uma indicação ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro de 2020. Alguns ingressos serão sorteados para o público nas redes sociais da Pandora (@pandorafilmes). 

“Fui formada pelos filmes distribuídos pela Pandora e é muito legal poder contribuir com esta história que segue com a mesma ousadia no presente. Seguimos apostando em filmes que depois são contemplados com a Palma, o Oscar e outros prêmios importantes, o que certifica nosso olhar afiado para o que há de mais relevante na cinematografia mundial” celebra Paula Cosenza. 

Na programação, destaque para a exibição de “Trainspotting” com trilha sonora ao vivo, do indicado ao Oscar “As Bicicletas de Belleville”, “Amores Expressos”, primeiro filme de Wong Kar-Wai a estrear no país, e “Morte em Veneza”, de Luchino Visconti, que será exibido em cópia restaurada, além do inédito “Adoniran, meu nome é João Rubinato”, de Pedro Serrano.

SERVIÇO 

30 ANOS DA PANDORA FILMES 

Data: de 12 a 18 de setembro 
Local: Petra Belas Artes 
Sala 4 – Aleijadinho 
Endereço: Rua da Consolação, 2423 
Ingressos: R$18,00 (inteira) / R$9,00 (meia) – exceto sessão com música ao vivo R$30,00 (inteira) / R$15,00 (meia) 

PROGRAMAÇÃO – Pandora Filmes 30 anos

12/9, quinta-feira 
14h 
Tampopo – Os Brutos Também Comem Spaghetti (1985) 
De Juzo Itami 
Classificação indicativa: 14 anos 

19h – sessão seguida de debate 
O Passageiro, Profissão Repórter (1975) 
De Michelangelo Antonioni 
Classificação indicativa: 14 anos 

13/9, sexta-feira 
14h 
Concorrência Desleal (2000) 
De Ettore Scola 
Classificação indicativa: 12 anos 

19h – sessão seguida de debate 
Filme: Paixão Selvagem (1976) 
De Serge Gainsbourg 
Classificação indicativa: 18 anos 

14/9, sábado 
14h 
As bicicletas de Belleville (2003) 
De Sylvain Chomet 
Classificação indicativa: 10 anos 

17h – sessão com música ao vivo – ingresso R$30,00 (inteira) / R$15,00 (meia) 
Trainspotting (1996) 
De Danny Boyle 
Classificação indicativa: 14 anos 

19h 
Morte em Veneza (1971) 
De Luchino Visconti 
Classificação indicativa: 16 anos 

15/9, domingo 
14h 
Balão Vermelho/ Cavalo Branco (1956 / 1953) 
De Albert Lamorisse 
Classificação indicativa: livre 

19h 
Amores Expressos (1994)   
De Wong Kar-Wai 
Classificação indicativa: 14 anos 

16/9, segunda-feira 
14h 
Tomboy (2011) 
De Céline Sciamma 
Classificação indicativa: 10 anos 

19h – sessão seguida de debate 
O Invasor (2001) 
De Beto Brant 
Classificação indicativa: 18 anos 

17/9, terça-feira 
14h 
Adoniran, meu nome é João Rubinato (2019) 
De Pedro Serrano 
Classificação indicativa: 12 anos 

19h – sessão seguida de debate 
A lei do desejo (1987) 
De Pedro Almodovar 
Classificação indicativa: 16 anos 

18/9, quarta-feira 
14h 
Medos privados em lugares públicos (2006) 
De Alain Resnais 
Classificação indicativa: 14 anos 

19h – sessão seguida de debate 
Tabu (2000) 
De Nagisa Oshima 
Classificação indicativa: 16 anos 

SOBRE A PANDORA FILMES

A Pandora é uma distribuidora de filmes independentes que há 30 anos busca ampliar os horizontes da distribuição de filmes no Brasil revelando nomes outrora desconhecidos no país, como Krzysztof Kieślowski, Theo Angelopoulos e Wong Kar-Wai, e relançando clássicos memoráveis em cópias restauradas, de diretores como Federico Fellini, Ingmar Bergman e Billy Wilder. Sempre acompanhando as novas tendências do cinema mundial, os lançamentos recentes incluem “The Square – A Arte da Discórdia”, de Ruben Östlund, vencedor da Palma de Ouro em Cannes, e “O Apartamento”, de Asghar Farhadi, vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. 

Paralelamente aos filmes internacionais, a Pandora atua com o cinema brasileiro, lançando obras de diretores renomados e também de novos talentos, como Gustavo Steinberg, Ruy Guerra, Edgard Navarro, Sérgio Bianchi, Roberto Moreira, Beto Brant, Fernando Meirelles, Helena Ignez, Tata Amaral, Anna Muylaert, Petra Costa e Gabriela Amaral Almeida. Entre os próximos lançamentos, destacam-se “Greta”, de Armando Praça; “O Traidor”, de Marco Bellocchio, coprodução nacional, que concorreu à Palma de Ouro em Cannes; e “O Caso Morel” de Suzana Amaral. 

Em 2019, a distribuidora criou o projeto Caixa de Pandora que visa programar filmes premiados, escolhidos através de uma cuidadosa curadoria para serem exibidos em salas comerciais da rede Cinépolis, em 20 cidades do Brasil.