Aos 91 anos, Angel Vianna é retratada no documentário ‘Movimentos do Invisível’

0
Angel Vianna é protagonista de novo documentário
Angel Vianna é protagonista de novo documentário

FILME FAZ PREMIÈRE NO FESTIVAL DO RIO NESTE DOMINGO, 15, E ESTREIA NO CANAL CURTA! EM 2020

Angel Vianna, pioneira da dança contemporânea brasileira, coreógrafa, teórica, educadora e militante da consciência corporal, revisita sua pesquisa e sua história no documentário “Movimentos do Invisível”. O filme faz sua première nacional no Festival do Rio, neste domingo, dia 15, às 17h, na Cinemateca do MAM, e na terça-feira, 17, às 17h, no Estação NET Rio 4. Viabilizada através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), no âmbito do pré-licenciamento, a produção estreia no canal Curta! em 2020.

As diretoras Flavia Guayer e Letícia Monte acompanharam a rotina de Angel, atualmente com 91 anos de idade, e desenvolveram as cenas a partir do registro de oficinas realizadas com pessoas de idades, gêneros e profissões diversos. Revela-se ali a insaciável curiosidade da artista pelo corpo – “instrumento de viver” – e sua urgência em transmitir seu conhecimento neste significativo momento da carreira e da vida.

FILMES DO CURTA! NO FESTIVAL DO RIO

No ano em que comemora seus sete anos, o Curta! emplacou sete produções originais no Festival do Rio, que acontece entre 9 e 19 de dezembro. Os filmes foram viabilizados através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), no âmbito do pré-licenciamento ao canal, e participam do evento na Première Brasil. 

Os documentários, inéditos na TV, são: Gilberto Gil – Antologia Vol. 1, de Lula Buarque; “Favela é Moda”, de Emílio Domingos; “Blitz, O Filme”, de Paulo Fontenelle; “Movimentos do Invisível”, de Flavia Guayer e Letícia Montes; “Banquete Coutinho”, de Josafá Veloso; “O Mês Que Não Terminou”, de Francisco Bosco e Raul Mourão, e “O Paradoxo da Democracia”, de Belisario Franca.  O documentário “Gil – Antologia Vol. 1” estreia com exclusividade no Curta! no próximo dia 23 de dezembro, e os demais em 2020.