‘Encarcerados’ terá a primeira exibição na Mostra de SP

0
Encarcerados - Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Documentário de Claudia Calabi, Fernando Grostein Andrade e Pedro Bial, ‘Encarcerados’ debate o sistema prisional e terá sua primeira exibição na Mostra de São Paulo

Dirigido por Claudia Calabi, Fernando Grostein Andrade e Pedro Bial, com produção da Spray e Gullane e coprodução Globo Filmes e GloboNews, “Encarcerados” debate os problemas do sistema prisional brasileiro a partir do cotidiano violento e opressor dos agentes penitenciários em São Paulo.

O documentário, que integra a programação da 43º edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, terá sua primeira exibição no festival e contará com a presença de Claudia Calabi e Fernando Grostein Andrade, além de agentes penitenciários que participaram do longa e de diretores dos presídios. Ele será exibido nos dias 24, 26 e 30 de outubro, no Espaço Itaú de Cinema (Frei Caneca) e no Instituto Moreira Salles (IMS).

Produção e enredo

Filmado em oito penitenciárias, o longa-metragem escancara as engrenagens do sistema, que prende mais do que sua capacidade. O filme conta ainda com relatos de agentes e detentos, além do médico Drauzio Varella, autor do livro “Carcereiros”.

“Encarcerados” traça também uma linha do tempo que começa na ditadura militar, passa pelo massacre do Carandiru e remonta os desdobramentos que levaram ao surgimento do Primeiro Comando da Capital (PCC).

Com narração de Milhem Cortaz, o documentário é resultado de uma ampla e profunda pesquisa e serviu como base para a série “Carcereiros”, com duas temporadas já exibidas pela Rede Globo. Trechos do filme foram utilizados na série, em uma mistura de ficção e documentário.

ENCARCERADOS – Biografia dos diretores

CLAUDIA CALABI
Formada em artes visuais, é Diretora de Arte para cinema e TV, destacando-se o longa de ficção “Abe” e a série “Carcereiros”. O documentário Encarcerados é sua estreia como diretora.

FERNANDO GROSTEIN ANDRADE
Fernando é cineasta, escritor, produtor e fundador da Spray Filmes. É membro do conselho de 3 ONGs e foi convidado a participar do Young Global Leaders do Fórum Econômico Mundial.

PEDRO BIAL
Pedro Bial é jornalista, escritor, cineasta, poeta e apresentador. Atualmente comanda o talk show “Conversa com Bial”. 

Datas e horários na Mostra

ESPAÇO ITAÚ DE CINEMA (FREI CANECA) – 24/10 (quinta) – 19:50

ESPAÇO ITAÚ DE CINEMA (FREI CANECA) – 27/10 (domingo) – 13:30

INSTITUTO MOREIRA SALLES – 30/10 (quarta) – 14:00

ENCARCERADOS – Ficha Técnica

– Direção: Claudia Calabi, Fernando Grostein Andrade e Pedro Bial
– Roteirista: Joaquim Salles
– Trilha Musical: Lucas Lima
– Diretor de Fotografia: Bruno Vieira, Nelson Kao
– Montador: Andrea Levy, Bruno Lasevicius
– Colaboração na Montagem: Marcio Hashimoto e Raoni Rodrigues
– Produzido por: Caio Gullane, Fabiano Gullane, Cadu Ciampolini e Noberto Pinheiro Jr. – Produção: Spray e Gullane

– Coprodução: Globo Filmes e GloboNews
– Distribuição Brasil: Gullane

Sobre a Spray

A Spray é uma produtora focada na criação de conteúdo relevante. Aborda temáticas urgentes de maneira inovadora, impactante e focadas no entretenimento. Entre seus projetos estão: “Carcereiros”, série vencedora do MIP TV em 2017, com duas temporadas exibidas na Globo, e “Quebrando o Tabu”. Documentário vendido para 22 países, Quebrando o Tabu deu origem à plataforma digital homônima sobre direitos humanos com mais de 14 milhões de inscritos e uma série, também com duas temporadas e exibida no GNT, vencedora da Gold World Medal no New York Festival e do prêmio Mipcom Diversify TV Excellence 2019.

Sobre a Gullane

Em 1996, os irmãos Caio e Fabiano Gullane fundaram a Gullane, hoje somando mais de 45 filmes com destaque no Brasil e no exterior, 30 séries de televisão, inúmeros especiais e documentários. “Carandiru”, “Bicho de Sete Cabeças”, “O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias”; a franquia “Até que a Sorte nos Separe”; “Que Horas ela Volta?”, “Como Nossos Pais”, “Bingo, O Rei das Manhãs”; as séries “Alice” (HBO), “Unidade Básica” (Universal) e “Carcereiros” (TV Globo) são algumas das obras realizadas pela Gullane nos últimos anos. Em 22 anos, caracterizada por sensibilizar e movimentar reflexões através de suas histórias, a Gullane já acumulou mais de 500 prêmios e nomeações em sua carreira, além de ter seus projetos reconhecidos nas seleções oficiais dos festivais mais importantes do mundo como: Oscar, Cannes, Berlim, Sundance, Toronto, Veneza e o prêmio Emmy.