Salvador sedia a 1ª edição sul-americana de festival de cinema negro

0
Salvador Black Film Festival - Cinema Negro

O Salvador Black Film Festival (SBFF) movimentará em novembro de 2020 a capital baiana, cidade que abriga uma das maiores populações negras fora da África. O Festival foi lançado em dezembro passado, durante coquetel para imprensa e convidados, no Espaço Cultural da Barroquinha, no Templo Afro-Brasileiro, em Salvador. Será a primeira edição na América Latina do festival de cinema negro, que já é realizado com sucesso no Canadá, nos Estados Unidos e no Haiti.

O Salvador Black Film Festival é uma parceria da Giros Filmes e da Zaza Produções, com apoio institucional da Prefeitura de Salvador. O evento é filiado aos festivais de cinema negro canadenses da Fabienne Colas Foundation – que engloba o Montreal Intl Black Film Festival, o Toronto Black Film Festival e o Halifax Black Film Festival.

“O objetivo de trazer o Black Film Festival para Salvador é desenvolver a indústria local, os artistas e diretores baianos. É importante mostrar filmes negros para empoderar a próxima geração de cineastas, para que possamos ter produções de Salvador ganhando o mundo”, ressaltou Fabienne Colas, cofundadora da SBFF, presidente e fundadora da Zaza Produções e da Fundação Fabienne Colas. Apelidada de “Rainha dos Festivais”, Fabienne tem mais de duas décadas de experiência em festivais.

Em seu discurso, o cofundador do SBFF e CEO da Giros Filmes, Maurício Magalhães, destacou a experiência da produtora de 22 anos “fazendo filmes, que apelidamos de filmes de causa, como o ‘Menino 23 – Infâncias Perdidas no Brasil”. Ele avalia que a realização do Salvador Black Film Festival vai trazer novamente para a cidade o protagonismo que ela merece, como no tempo de Glauber Rocha, que chegou a ser premiado com um Cannes. “A gente, para ser melhor ainda, precisa intercambiar, se unir, apesar das diferenças, em prol de coisas maiores”, concluiu Maurício.

Acompanhado do secretário de Cultura e Turismo de Salvador, Claudio Tinoco, o prefeito, ACM Neto, destacou a importância da realização do Salvador Black Film Festival para a cultura e economia da cidade. “Estamos enxergando o potencial criativo que todos os elementos da cultura africana tem para nossa cidade. Faz parte de uma estratégica econômica de transformar Salvador num destino de turístico étnico, de dá condições para o fomento da produção audiovisual local, além de disseminar a economia criativa, que é muito próprio da nossa cidade”.

A Revolta dos Malês

Após o lançamento do Salvador Black Filme Festival, o público foi convidado para a avant première de “A Revolta dos Malês”, longa de ficção dirigido por Jeferson De e produzido por Belisario Franca. Estiveram presentes na pré-estreia os atores Rodrigo Santos e Shirley Cruz, protagonista do longa. A Revolta dos Malês é um longa ficção, que mescla cinema e teatro, baseado em um episódio da história brasileira ainda pouco conhecido: a revolta de escravos muçulmanos ocorrida em Salvador, no ano de 1835. O longa-metragem vai revisitar os principais acontecimentos e personagens da revolta através do ponto de vista de Guilhermina, uma escrava de origem muçulmana que sonha em dar à Teresa, sua filha adolescente, a oportunidade de viver em liberdade.

SOBRE OS FUNDADORES

Giros Filmes

Giros Filmes, uma produtora de audiovisuais brasileira com 22 anos de experiência, liderada por Maurício Magalhães, um dos mais respeitados profissionais de Marketing do Brasil e Belisario Franca reconhecido cineasta brasileiro. Com 70 séries exibidas em mais de 40 distribuidores nacionais e internacionais – HBO, Rede Globo, Arte, BBC, History, Discovery, Universal TV; 28 importantes prêmios mundiais – NY Film Festival, International Documentary Association (IDA), Brazilian Film GP, Gramado, Ceara Cine, Documenta Madrid, Montreal Black Film Festival e 20 filmes selecionados pelos mais importantes festivais e mostras do Brasil e do mundo – IDFA, Fipa, Havana Festival, Rio Festival, SP Show. www.giros.com.br.

Zaza Productions Inc

A Zaza Production, fundada por Fabienne Colas, é uma empresa de consultoria dedicada, entre outras coisas, ao desenvolvimento de negócios, estratégias de comunicação intercultural, criação e gestão de eventos. Fabienne Colas, considerada uma das cem mulheres mais poderosas do Canadá, é atriz, empresária, cineasta, produtora, requisitada palestrante, filantropa e consultora. Ela também é conhecida como a Rainha dos Festivais, criadora e gestora de 8 festivais artísticos de sucesso no Canadá, nos EUA e no Haiti – incluindo o Montreal International Black Film Festival, apresentado pelo Quebecor, que se tornou o maior festival deste tipo no Canadá; bem como o popular Toronto Black Film Festival, apresentado pelo TD Bank. Desde 2005, todos os 8 festivais combinados atraíram cerca de um milhão de espectadores, apoiou mais de dois mil artistas e recebeu convidados de alto gabarito como Harry Belafonte, Spike Lee, Stedman Graham, Danny Glover, Tarana Burke, Martin Luther King III, Dany Laferrière, Wyclef Jean, Alfre Woodard, P.K. Subban, Isaiah Washington, Louie Gossett Jr., Jennifer Holness, Clement Virgo, Souleymane Cissé e muitos outros.