Uma noite de terror

Novo longa de Tata Amaral explora a cidade de São Paulo através de um sequestro relâmpago

O novo longa da premiada cineasta Tata Amaral, Sequestro Relâmpago, começou a ser rodado nas ruas da cidade de São Paulo. Inspirado em fatos reais, a trama conta a história de uma jovem sequestrada à noite em São Paulo. O contraste aparece com seus sequestradores, também jovens, que poderiam ser colegas de escola, mas tem diferenças sociais, econômicas e culturais.

Marina Ruy Barbosa e Daniel Rocha fazem sua estreia nas telonas ao lado de Sidney Santiago, que atuou em Os 12 Trabalhos, filme pelo qual recebeu prêmio Redentor de melhor ator no Festival Internacional do Rio 2006.

Em Sequestro Relâmpago, Isabel (Marina Ruy Barbosa) é surpreendida por Matheus (Sidney Santiago) e Japonês (Daniel Rocha) e forçada a entrar em um carro, ao sair de um bar em um bairro boêmio. Matheus e Japonês não são amigos, são apenas parceiros de crime para fazer uma série de sequestros nessa noite e Isabel se torna a primeira vítima. Só que, ao se depararem com dificuldades no caixa eletrônico, eles decidem manter Isabel como refém até o dia seguinte. Os três passam a noite dirigindo de um lado para o outro, a maior parte do tempo em avenidas e bairros às margens da cidade. Matheus e Japonês não sabem o que fazer com Isabel. Refém em seu próprio carro ela precisa negociar a sua vida.

Com o roteiro de Marton Olympio, Henrique Figueiredo e Tata Amaral, direção de arte de Vera Hamburger, direção de fotografia de Carlos Zalasik, produção executiva de Rafaella Costa e música de André Woong e convidados, Sequestro Relâmpago, é uma oportunidade de rodar por todas as paisagens paulistanas.