CRÍTICOS ELEGEM “O MENINO E O MUNDO” COMO MELHOR ANIMAÇÃO DO BRASIL

0
Foto: (Divulgação)

Abraccine define quais as 100 melhores obras brasileiras do segmento para lançamento de novo livro

Os críticos associados e convidados da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema), elegeram o filme “O Menino e o Mundo”, como a melhor animação de todos os tempos no Brasil. Na eleição, a academia elegeu ao todo as 100 obras mais importantes dentro do segmento.  Vale ressaltar que, o longa de Alê de Abreu, foi indicado ao Oscar em 2016. Além disso, foi o grande  vencedor do Festival de Annecy em 2014, sendo o único título citado por todos os votantes.

Além do grande ganhador, outros títulos nacionais também se destacaram. No TOP 5, em segundo lugar ficou “Uma História de Amor e Fúria” (2013), de Luiz Bolognesi, também vencedor de Annecy. Na terceira posição, figurou o curta-metragem “Meow!” (1981), de Marcos Magalhães, premiado pelo júri no Festival de Cannes. “Até que a Sbórnia nos Separe” (2013), de Otto Guerra e EnnioTorresan Jr, debutou em quarto, e, por fim, como quinto no ranking apareceu “Dossiê RêBordosa” (2008), de Cesar Cabral.

Um dos motivos pelo qual o levantamento foi necessário, é para o lançamento do livro “Animação Brasileira – 100 Filmes Essenciais”, pela Abraccine, em conjunto com Associação Brasileira de Cinema e Animação (ABCA), Canal Brasil e Grupo Editorial Letramento.

Para Paulo Henrique da Silva, presidente da Abraccine e um dos organizadores do livro ao lado de Gabriel Carneiro, o levantamento foi muito útil, pois ajudou os críticos entenderem quais os rumos e a dimensões que esse gênero cinematográfico está tomando no Brasil, e o que justificou tantas premiações e indicações em todo mundo.

“A oportunidade de rever tantos filmes produzidos neste campo nos deu a dimensão da grande importância da animação brasileira, ajudando a entender o caminho traçado até a conquista dos prêmios em Annecy e a indicação ao Oscar. O primeiro lugar de ‘O Menino e o Mundo’ consagra o trabalho de Alê Abreu, mas não podemos nos esquecer de tantos outros nomes fundamentais nesta história, como Marão, Chico Liberato, Walbercy Ribas, Roberto Miller, Arnaldo Galvão, Luiz Sá, Stil, CaoHamburger, Allan Sieber e Rosaria, entre tantos outros”, declarou.

Se você é cinéfilo e já se interessou em ter o livro, terá que aguardar um pouquinho. A obra, deve chegar às principais livrarias no segundo semestre de 2018. Vale lembrar que, anteriormente, a Abrancinne já havia lançado em parceria com o Canal Brasil, o livro: “100 Melhores Filmes Brasileiros” (2016) e “Documentário Brasileiro – 100 Filmes Essenciais” (2017).

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here