Cenário utilizado na gravação do filme Malasartes e o Duelo Com a Morte, está exposto em cinema na cidade de São Paulo

Com estreia marcada para o dia 10 de agosto, Malasartes e o Duelo Com a Morte, está promovendo ações nos cinemas da cidade de São Paulo. Quem passar pelo Espaço Itaú de Cinema, do Shopping Bourbon, poderá sentar e tirar fotos no Trono da Morte, um dos personagens centrais da trama. O cenário já havia passado pelo UCI Anália Franco.

A trama gira em torno das aventuras do personagem lendário do folclore ibero-americano, Pedro Malasartes (Jesuíta Barbosa), que vive de pequenas trapaças e está sempre se safando das situações, muitas vezes, criadas por ele mesmo. Mas além de ter que enganar a Morte, terá que enfrentar Próspero (Milhem Cortaz), que fará de tudo para impedir que sua irmã Áurea (Isis Valverde) namore um sujeito preguiçoso, sem coragem e imprestável como Malasartes. Para piorar, Malasartes terá que lidar com a bruxa Parca Cortadeira (Vera Holtz) e Esculápio (Leandro Hassum), assistente da Morte, que querem para si o posto que a Morte pretende vagar.

Orçado em R$ 9,5 milhões, com cerca de R$ 4,5 milhões dedicados aos efeitos visuais, o filme se passa em dois cenários principais, o mundo do interior e o mundo mágico. É no mágico onde se concentram a maioria dos efeitos, sendo o longa nacional com o maior número de efeitos especiais da história do cinema brasileiro, com mais de 50% das cenas geradas por computação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here