Dirigido pelo Coletivo Vermelha, o experimento cênico-cinematográfico “Sessão Muda, mas não calada” será exibido no SESC Pompeia e faz parte da 4ª Edição do Cinema Falado

Denise Assunção, Karina Buhr, Georgette Fadel e Roberta Estrela D’Alva são as artistas convidadas do experimento cênico-cinematográfico dirigido Coletivo Vermelha. Entre os dias 23 e 25 de junho acontece, no SESC Pompeia, a “Sessão muda, mas não calada”, que integra a programação da quarta edição de Cinema Falado. Nesse experimento cênico serão exibidos os primeiros filmes feministas: Os resultados do feminismo (França, 1906), de Alice Guy Blaché, e A sorridente madame Beudet (França, 1923), de Germaine Dulac.

Os filmes serão apresentados sem o som original. No lugar dele, as artistas criam intervenções cênicas e uma sonoplastia em diálogo com as imagens projetadas, mostrando assim como os fatos levantados no filme são atuais. A direção criativa ficou na responsabilidade do Coletivo Vermelha, que é composto por diretoras, roteiristas e montadoras de São Paulo. “Existimos como coletivo desde 2014, mas nossas ações sempre foram relacionadas ao debate sobre a presença e a representação da mulher no audiovisual. É a primeira vez que nos juntamos para uma criação coletiva, a convite do Sesc, e estamos adorando”, afirma a roteirista Iana Paro, integrante do Coletivo.

Confira os detalhes da programação:

“Sessão muda, mas não calada”

Data: De 23 a 25 de junho de 2017.

Horário: Sexta e sábado às 21h, e domingos às 18h.

Local: Teatro do Sesc Pompeia. Capacidade: 302.

Endereço: R. Clélia, 93 – Pompeia, São Paulo – SP.

Tel: (11) 3871-7700

Valor dos ingressos: R$ 30 | R$ 15,00 | R$ 9,00

Venda limitada a 6 ingressos por pessoa.

Veja Também