Já conhece a Inteligência Artificial para a seleção das melhores fotos?

0
d.book - aplicativo para seleção de fotos

Aplicativo d.book gera fotolivros digitais usando a Inteligência Artificial

O Brasil é o quinto país com o maior número de smartphones, os quais passaram a centralizar as recordações e os bons momentos das vidas dos usuários. O desafio é encontrar e selecionar as melhores imagens no verdadeiro “universo” de arquivos armazenados nesses aparelhos. A tarefa fica mais fácil com o auxílio de um aplicativo inédito desenvolvido pelo Grupo Digipix (que atua 100% online e opera o maior e mais moderno laboratório de impressão fotográfica da América Latina).

A ferramenta gera um fotolivro digital usando a inteligência artificial para identificar momentos relevantes, selecionar fotos e colocá-las nas páginas de forma automática. “Existia no mercado uma carência a ser suprida, identificamos essa necessidade e fomos em busca da solução”, diz Marco Perlman, CEO da Digipix. “Há um ano e meio, nos juntamos com parceiros de Cingapura, que desenvolvem uma tecnologia de ponta na utilização de inteligência artificial e incluímos toda a nossa expertise em álbuns, fotolivros, diagramação e branding no aplicativo d.book”.

Solucionando problemas do smartphone

Perlman ainda afirma que, no processo de confecção de um fotolivro, a tela pequena do celular tornou-se um dificultador. Assim, fazia sentido buscar uma solução que identificasse os momentos mais importantes, dentro das imagens mais relevantes, e criasse um livro de forma automática. “As fotos só saem do aparelho quando o design do livro estiver pronto e o usuário quiser encomendar uma cópia impressa”, prossegue o executivo. “O cliente tem total liberdade para personalizar o que achar necessário”.

        Após a instalação do aplicativo – a princípio, disponível para o sistema Android –, inicia-se a busca dos momentos no dispositivo. O usuário consegue ver as sugestões, modificá-las ou marcar como favoritas. Em seguida, pode visualizar o álbum pronto, editar e escolher o modelo de fotolivro que deseja comprar.

Daniela Santana, gerente de produto da Digipix, acrescenta que o d.book, além de usar inteligência artificial nas imagens, é “esperto” o suficiente para saber quando o celular está na tomada e pode realizar um maior esforço de processamento sem prejudicar o usuário. O desenvolvimento do aplicativo e dos equipamentos necessários para a confecção dos fotolivros consumiram cerca de US$ 1 milhão, sem considerar toda a infraestrutura tecnológica e operacional que a Digipix já tinha para os livros encomendados por meio de sites.

Veja Também