VIDEOCLIPE ‘PLANETA BORBOLETA’: o céu é o limite

0
Mariana Nolasco, cantora do clipe Planeta Borboleta
Mariana Nolasco no videoclipe Planeta Borboleta

Com um visual deslumbrante, videoclipe da música “Planeta Borboleta”, da cantora Mariana Nolasco, confirma que esse tipo de produção é um campo fértil para a experimentação artística

Por: Eduardo Torelli

Os videoclipes permitem a seus realizadores voos autorais que nem sempre são possíveis na TV, na publicidade e no cinema. Uma produção da Vetor Zero, o clipe de “Planeta Borboleta” (música da cantora e compositora Mariana Nolasco) confirma essa tradição, tanto por sua plástica cativante quanto pelos recursos empregados em sua execução. Uma ficção científica romântica, o audiovisual é assinado pela dupla IÊ (formada por Clara Izabela e Zé Inlê).

        Mariana, que iniciou a carreira aos 13 anos, hoje é uma estrela nos meios digitais O canal da cantora no YouTube conta com uma legião de seguidores e ela protagonizou campanhas como a do ENEM/MEC (2014), “Felicidade gera felicidade” (da marca de calçados Dakota) e “Pronta pra” (da Gilette Vênus Breeze). Além disso, participou da minissérie Dois Irmãos, dirigida por Luiz Fernando Carvalho, da TV Globo.

O videoclipe faz um paralelo entre a fuga de Mariana do mundo real para um universo futurista, com planetas e estrelas. Filmado em dois dias, em um antigo galpão no Brás (região central de São Paulo), Planeta Borboleta contou com a participação de fãs da cantora, que atuaram como figurantes.

DOIS MUNDOS

Clipe Planeta Borboleta
Clara Izabela e Zé Inlê

“Geralmente, quando dirigimos um clipe ou cena musicada, o ponto de partida é decupar a música, para entendermos seus diferentes momentos e pensarmos na ‘tradução visual’ que queremos”, contam Clara Izabela e Zé Inlê, em entrevista à Zoom Magazine. “Os instrumentos e o arranjo musical também influenciam na construção da ambiência, assim como a letra, que é uma guia natural. Em Planeta Borboleta, a letra fala sobre a distância de uma relação amorosa”.  

Ao conceber a atmosfera do clipe, a dupla pensou em dois mundos: um deles, cósmico, com planetas emitindo luz que traduziriam imageticamente alguns trechos da letra; e um outro real, mostrando a fuga da Mariana. “Decupamos toda a canção, pensando cena a cena a partir dos trechos da música e, depois, plano a plano”, prossegue a dupla. “Com este roteiro, partimos para a produção e o desenvolvimento das artes em pós-produção”.

Além do galpão no Brás, onde foram captadas as cenas “espaciais” do clipe (o lugar recebeu diversas marcações de luz indicando onde estariam os planetas, os quais seriam adicionados à fotografia na pós-produção), a equipe filmou vários takes em uma casa no bairro da Lapa (bairro da zona oeste da cidade). “Captamos o filme em duas diárias, com uma Arri Alexa Mini com jogo de lentes Kowa Evolution Anamórfica”, contam Clara Izabela e Zé Inlê. “Na casa na Lapa, fizemos todas as cenas de Mari no ‘mundo real’, além de uma externa que mostra o encontro entre a protagonista e Pedro”.

Ainda na pré-produção, os realizadores definiram uma paleta de cores para o filme, além de elaborarem designs de luz específicos para suas cenas. “Para o primeiro momento do clipe, ambientado na casa, pensamos em explorar, na fotografia e na direção de arte, algo mais naturalista – queríamos um clima confortável, mas com um tom um pouco soturno, também”, dizem Clara e Zé Inlê. “Já para as cenas filmadas no galpão, que constituem o momento lúdico do clipe, construímos, junto com o diretor de fotografia Fê Oliveira, as diferentes cores de luzes dos planetas, além de definirmos como estas incidiriam sobre Mariana”.

BALÕES LUMINOSOS

Clipe Planeta Borboleta
Clipe Planeta Borboleta

Diferentemente do que se possa imaginar, o Chromakey não foi usado neste projeto. Aqui, balões luminosos suspensos serviram como referências para a posterior inserção dos planetas nas cenas filmadas no galpão. Nesta etapa da captação, os movimentos de Mariana foram cuidadosamente monitorados pela equipe, já que as imagens seriam complementadas com efeitos de pós-produção. “Por exemplo, o cuidado com o cabelo da Mari foi constante – não poderia haver movimento, pois seria complicado fazer o recorte quando ela passasse na frente dos planetas”, lembra a dupla.

Ainda segundo Clara e Zé Inlê, uma vez que foram usados protótipos dos planetas na captação, foi possível montar todo o clipe com o material bruto e antever como os planetas ficariam em cena antes da inserção dos efeitos. “Isso foi muito importante, pois, na montagem, poderíamos ter um controle maior das emoções que queríamos construir em cada momento”, dizem os realizadores. “Os concepts foram feitos no After Effects, enquanto a equipe de 3D da Vetor Zero criava, animava e posicionava os planetas no software Nuke. Também fizeram a rotoscopia e a composição geral das cenas, colocando não só os planetas em seus lugares, como, também, integrando Mariana naquela atmosfera. A correção de cor do videoclipe foi feita com o Davinci Resolve”.

A dupla responsável pela direção de Planeta Borboleta se diz satisfeita com o resultado final do clipe e ressalta que é prazeroso poder dar asas à criatividade em um projeto tão estimulante como este. “Fazer TV, cinema, videoclipe e publicidade é muito diferente”, concluem Clara e Zé Inlê. “Na publicidade há o compromisso com várias frentes – a história, a identidade, o objetivo das marcas, o formato e o tempo das peças – e, muitas vezes, não cabe e não é requerido o uso de toda a potencialidade experimental que os videoclipes proporcionam. Fazer videoclipes nos permite exercitar de forma mais livre técnicas, linguagens e experimentos que, dentro do possível, buscamos trazer para o nosso trabalho em publicidade”.

PLANETA BORBOLETA (FICHA TÉCNICA)

. Artista: Mariana Nolasco

. Título: Planeta Borboleta

. Produtora: Vetor Zero

. Direção: IÊ – Clara Izabela e Zé Inlê

. Assistente de Direção: Diego Dossa

. Direção de fotografia: Fernando Almeida de Oliveira

. Diretor de Arte: Marcos Gardonyi Carvalheiro

. Diretor de produção: Mario Mariotto Haidar

. Produção Executiva: Francisco Puech Leão, Alberto Lopes e Sergio Salles

. Assistente de produção executiva: Marcelo Abrahão Jacob e Fernanda Farhat

. Produtora de locação: Thamara Torrecilha

. Produtora de objeto: Ana Paula Cordeiro Braga

. Montagem: Fernanda Krajuska

. Finalizadora: Equipe Vetor Zero

Veja Também