A IMPORTÂNCIA DA LUZ

Iluminação tem grande influência no modo como as pessoas são retratadas em um audiovisual

Texto: Emerson Calvente
Imagens: Divulgação

Não raro, ouvimos comentários populares de que “a televisão engorda” ou “não existe uma pele tão perfeita assim”; ou, ainda: “tal atriz não envelhece!” Como obter esses resultados?

Embora a aparência estética das pessoas, no vídeo, seja resultante da aplicação de diversas técnicas, certamente a iluminação tem uma grande influência nesses fenômenos.

Podemos combinar a maquiagem, os ângulos, os ajustes de câmera, a utilização de filtros e determinadas objetivas e escolher figurinos e uma iluminação que proporcione o resultado estético almejado. Podemos, também, utilizar recursos de pós-produção. É possível emagrecer, engordar, rejuvenescer, envelhecer ou o que for necessário para o seu vídeo.

Emagrecer ou engordar

Inicialmente, evite os enquadramentos frontais para dar uma aparência mais esguia e elegante às pessoas. Prefira os posicionamentos de câmera em ângulo ou perspectiva.

A iluminação frontal difusa tende a “engordar” e a iluminação lateral tende a “emagrecer”. A iluminação frontal provoca menos sombras no rosto e menos contraste, ou seja, o rosto é iluminado de maneira uniforme. Essa uniformidade dá uma aparência mais arredondada ao rosto. Em outras palavras, tende a “engordar”.

Por esse motivo, é comum ouvirmos dizer que a TV “engorda”. Devido à produção multicâmera, muito comum na televisão, a iluminação é geralmente uniforme e difusa, “engordando” as pessoas. Algum contraste é necessário para minimizar esta sensação. O posicionamento lateral dos refletores contribui para a obtenção de contrastes.

Suavização da pele

A pele parecerá mais suave e “perfeita” com a iluminação frontal difusa. Note que, embora este esquema de iluminação “engorde” a pessoa, em contrapartida, ajudará a dar uma aparência mais jovem e suave à sua pele.

A iluminação frontal difusa é bastante uniforme, e essa uniformidade também é percebida na pele, causando a sensação de pele “perfeita e jovem”. Muitas vezes o efeito é artificial. Imagine uma pessoa mais velha retratada na TV com uma pele suave e jovial, sem rugas ou quaisquer outros sinais de idade. O resultado será “falso” e não convencerá o espectador, embora isso seja muito comum em telejornais e novelas.

Para obter o resultado oposto, utilize a iluminação lateral dura. Isto provoca mais sombras e contraste e ressalta a textura da pele. Rugas, cicatrizes, barba por fazer, sinais da idade ou quaisquer outras marcas na pele serão acentuadas e bastante percebidas.

Geralmente, as mulheres são iluminadas por fontes mais frontais e difusas e os homens, por fontes mais laterais e duras.

Filtros

A suavização da pele também é obtida por meio de outras técnicas. A Tiffen, fabricante de filtros ópticos, possui um conjunto denominado “Soft/FX”, disponível em vários tamanhos e densidades.

Esse conjunto foi especialmente desenvolvido para suavizar a textura da pele enquanto mantém os olhos em foco. A imagem terá aparência desfocada na pele.

Há, ainda, outros fabricantes, como a Schneider, Lee Filters e Century Optics. Evite apenas os filtros de baixíssimo custo, como muitos filtros chineses, que degradam significativamente a imagem. Caso sua câmera tenha esses ajustes, experimente reduzir o nível de detalhe (Detail); ou, melhor ainda, utilize o ajuste Skin Detail para reduzir o nível de detalhe apenas na pele. Também é importante a maquiagem, que deverá ser feita por um profissional especializado em vídeo e TV.

No processo de pós-produção, há, também, diversos recursos e técnicas para a suavização da pele. Perceba que não há “certo” ou “errado”. O esquema de iluminação correto é aquele que permite obter os resultados estéticos desejados. É necessário ter clareza de objetivos e disposição para experimentar. Os resultados serão absolutamente diferenciados e levarão seu trabalho a outro patamar profissional. Experimente!

Veja Também