CINEMA E GASTRONOMIA EM UM SÓ LUGAR

Além de exibir 20 títulos de diferentes países, 8º Slow Filme teve oficinas e degustações com especialistas e chefs

Entre os dias 14 a 17 de setembro aconteceu a oitava edição do Slow Filme, um festival diferenciado que reúne tópicos como: produção cinematográfica, gastronomia, sustentabilidade e cultura local. É a única atração do gênero no Brasil e, além de promover o debate de questões urgentes, brinda o público cinéfilo com ótimas opções em filmes inéditos (em grande parte, exibidos em festivais importantes, como o San Sebastián e o Berlinale). O Slow Filme teve como palco o Cine Pireneus, em Pirenópolis (GO). A programação abrangeu, além das exibições dos títulos selecionados, palestras, oficinas e degustações com especialistas, realizadores e chefs. A curadoria é do cineasta e crítico Sérgio Moriconi.

Conhecida por ser um pólo turístico atrativo, com natureza exuberante e festas tradicionais, Pirenópolis fica a 110km de Goiânia e a 140km de Brasília. O público que prestigiou o evento conferiu aproximadamente 20 filmes, entre longas, médias e curtas-metragens de ficção, animação e documentários. O tema, este ano, foi o das diásporas contemporâneas. As obras projetadas – incluindo Walachai, os episódios da série The Perennial Plates e o longa-metragem espanhol The Turkish Way – reforçaram a importância do respeito à diversidade, afirmaram a relevância da cultura para a formação da identidade dos povos e ressaltaram o conhecimento como ferramenta essencial para uma compreensão maior da complexidade do mundo.

Os grandes destaques da produção e do cinema nacional você pode conferir na seção TAKES. Para isso, basta acessar a revista Zoom Magazine através do nosso site. Não deixe de conferir! CLIQUE AQUI para ser redirecionado para a nova edição e conferir tudo na íntegra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here