ROTEIRISTAS EM FORMAÇÃO: EXERCÍCIOS PRÁTICOS – PARTE 4!

Nessa última parte você irá conferir as últimas dicas sobre roteiro. A partir de agora o treino é essencial para aprimorar a técnica

Texto: Tristan Aronovich
Imagens: Divulgação

Daremos prosseguimento aos passos anteriores (que você pode encontrar AQUI) e abordaremos os últimos exercícios práticos para que você possa desenvolver, com segurança, um roteiro completo. Após a conclusão dos exercícios, confira uma lista de filmes recomendados para os roteiristas em formação.

EXERCÍCIO #13

“Limpando” o roteiro

Durante o período de criação e desenvolvimento de um roteiro, é comum escrevermos muitas cenas, sequências ou diálogos que não são verdadeiramente essenciais ou importantes para a história. Em dado momento, é importante “limpar” o roteiro, ou seja: revisá-lo e remover tudo aquilo que seja “gordura em excesso”. Para tanto, a prática mais segura e eficaz é reler a história e, a cada cena, perguntar-se: esta sequência contribui para o desenvolvimento do roteiro? Como audiência, aprendo algo novo sobre um fato ou personagem ao ler esta sequência? A cena está levando minha história (ou minha personagem) de um ponto “A” a um ponto “B” (ou seja: faz com que a história evolua)? Avalie cuidadosamente suas respostas e não tenha medo de cortar cenas inteiras de seu roteiro! Lembre-se: é para o bem da obra. Faça isso diversas vezes com sua “história agora interessante”, até chegar a uma versão enxuta e dinâmica.

EXERCÍCIO #14

Escrevendo um roteiro completo

Chegou o momento de redigir um roteiro inteiro utilizando todos os conceitos essenciais abordados: primeiramente, selecione alguma das ideias simples de seu diário. Agora, procure definir qual o público-alvo da sua história (e qual o gênero que você gostaria de desenvolver). Analise todas as convenções do gênero escolhido. Com base nessas convenções, procure ajustar bem as características das personagens, bem como seus conflitos, níveis de conflitos e obstáculos. Se possível, crie características que enriqueçam os protagonistas e explorem a dualidade das personagens. Componha uma lista extensa de obstáculos, guardando os mais desafiadores para o final. Escreva um resumo da história e saiba claramente onde estão as divisões entre os atos. Se necessário, ajuste as proporções entre os atos acrescentando ou eliminando obstáculos e personagens. Redija sua história utilizando a formatação padrão de roteiros. Finalmente, “limpe” seu roteiro eliminando cenas desnecessárias. Verifique o número de páginas e lembre-se que cada página equivale a aproximadamente um minuto de filme. Parabéns: seu primeiro roteiro está pronto! Continue refazendo e praticando todos os exercícios pelo tempo que julgar necessário. Os exercícios aqui listados, embora básicos, são essenciais para todo roteirista (seja ele iniciante ou profissional) e podem ser praticados ao longo de toda a sua carreira, para aprimorar sua percepção e capacidade de desenvolver histórias.

Exercício #15

Analisando roteiros

Procure, agora, assistir aos filmes da “Filmografia Recomendada para Roteiristas” e tente identificar, nas estruturas narrativas, todos os aspectos que abordamos ao longo dos 15 exercícios anteriores: estrutura dramática (conflitos e níveis de conflitos), convenções de gênero, desenvolvimento das personagens e proporção entre os atos.

Filmografia recomendada para roteiristas: 

  1. Cidadão Kane (Citizen Kane, Orson Welles 1941). Roteiro de  Herman J. Mankiewicz e Orson Welles
  2. Magnolia (idem, Paul Thomas Anderson 1999). Roteiro de P.T. Anderson
  3. Casablanca (idem, Michael Curtiz 1941). Roteiro de Julius J. & Philip G. Epstein e Howard Koch
  4. O Poderoso Chefão (The Godfather, F. Ford Coppola 1972). Roteiro de F.F. Coppola e Mario Puzzo
  5. Pulp Fiction (idem, Q. Tarantino 1994). Roteiro de Q. Tarantino
  6. Um Sonho de Liberdade (The Shawshank Redemption, Frank Darabont 1994). Roteiro de Frank Darabont e Stephen King
  7. Mais Estranho que a Ficção (Stranger than Fiction, Marc Forster 2006). Roteiro de Zach Helm
  8. Morangos Silvestres (Smultronstället, Ingmar Bergman 1957). Roteiro de Ingmar Bergman
  9. Crash (idem, Paul Haggis 2004). Roteiro de Paul Haggis e Bobby Moresco
  10. Uma História Real (The Straight Story, David Lynch 1999). Roteiro de John Roach e Mary Sweeney
  11. Cinema Paradiso (idem, Giuseppe Tornatore 1988). Roteiro de Giuseppe Tornatore
  12. Bagdad Café (idem, Percy Adlon 1987). Roteiro de P. Adlon, Eleonore Adlon e Christopher Doherty
  13. Ensina-me a Viver (Harold and Maude, Hal Ashby 1971). Roteiro de Colin Higgins
  14. Tubarão (Jaws, Steven Spielberg 1975). Roteiro de Peter Benchley e Carl Gottlieb
  15. O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (Le fabuleux destin d’Amélie Poulain, Jean-Pierre Jeunet 2001). Roteiro de Guillaume Laurant e Jean-Pierre Jeunet
  16. Cidade de Deus (idem, Fernando Meirelles e Kátia Lund 2002). Roteiro de  Paulo Lins e Bráulio Mantovani
  17. A Vida é Bela (La vita è bela, Roberto Benini 1997). Roteiro de Vincenzo Cerami e Roberto Benigni
  18. Scarface (idem, Brian De Palma 1983). Roteiro de Oliver Stone

Veja Também